Comissão na Câmara apoia UnB após falas de Weintraub e critica ministro

“Declarações dignas de repúdio”

Ministro dobrou aposta na Câmara

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, no estúdio do Poder360Sérgio Lima/Poder360 - 19.ago.2019


17.dez.2019 (terça-feira) - 14h05

A Comissão de Legislação Participativa da Câmara aprovou na manhã desta 3ª feira (17.dez.2019) 1 documento de desagravo à UnB e com fortes críticas ao ministro Abraham Weintraub (Educação).

Foram 17 votos a 12 em favor da nota. O texto vem depois de Weintraub dizer que há “plantações extensivas de maconha” em universidades federais.

Convocado pela Comissão de Educação da Câmara para explicar a declaração, ele dobrou a aposta e citou como principais exemplos a UnB e a UFMG.

Na ocasião, o ministro disse que os insumos usados pelos suspeitos nas plantações de maconha eram melhores que os que ele usa em sua plantação de couves para consumo pessoal.

Ele baseou sua explicação em vídeos de programas policiais. Em momento algum mostrou uma investigação oficial. 

A sessão foi tensa, e mesmo deputados que não são opositores do governo ficaram negativamente impressionados com a conduta de Weintraub.

A nota aprovada pela Comissão de Legislação Participativa foi iniciativa da deputada Erika Kokay (PT-DF). Leia a íntegra do requerimento, que contém o texto aprovado.

A nota aprovada pelos deputados classifica como “desarrazoada” a postura de Weintraub à frente do Ministério da Educação. Suas declarações, “dignas do mais absoluto repúdio”.

De acordo com o texto, é “prática reincidente” do ministro “colocar as universidades, os estudantes, os professores e a educação pública como inimigos, destilando contra os mesmos inomináveis ataques e mensagens persecutórias”.

“Sendo assim inadmissível que 1 Ministro de Estado faça uso de tão relevante cargo para propalar informações inverídicas, com o fiel objetivo de violar o princípio constitucional da autonomia universitária, além dos princípios da impessoalidade e da legalidade na administração pública” diz outro trecho.

O texto também tece elogios à universidade: “Reafirmamos o compromisso com a defesa intransigente da UnB e de todo o seu legado em prol de uma educação pública, laica e de qualidade”.

 

fonte: https://www.poder360.com.br/congresso/comissao-na-camara-apoia-unb-apos-falas-de-weintraub-e-critica-ministro

O Instituto Sapiens Brasil está em processo de criação,
este portal é experimental com finalidade de teste entre os membros e membras
do grupo de voluntários que está criando o projeto e tem caráter privado restrito ao grupo de testagem
CopyLeft Sapiens Brasil