Mesmo com dificuldades do governo, capitalistas mantêm Bolsonaro

Grande capital nacional e internacional, especialmente bancos e financeiras, continuam apoiando Bolsonaro para garantir seus lucros

agronegocio_mt
Latifúndio é fortalecido com novas áreas griladas e tomadas das florestas queimadas e invadidas | Foto: Mediawikis Commons

Oque tem assegurado o apoio da burguesia e, em especial, do capital financeiro ao governo Bolsonaro é a expectativa de que entregue pelo menos parte do que este prometeu. Privatizar tudo o que tiver pela frente, destruir os direitos dos trabalhadores, garantir o pagamento de juros como prioridade.

Ao longo do ano tem-se visto diminuir a capacidade do governo em entregar os resultados que a burguesia nacional e internacional demanda. Mas mesmo assim, o grande capital continua defendendo e sustentando o governo. Como tem parecido difícil para o governo manter-se na linha exigida pelo capital, a pressão do mercado financeiro é constante e se expressa nas flutuações do dólar e das bolsas de valores. Um exemplo são os R$ 88,2 bilhões tirados da bolsa de valores e do país. (DCO, 3/10/20)

Até agora, a presença do ministro Paulo Guedes do governo tem sido sinal de garantia de que o governo vai cumprir o programa de entrega das riquezas nacionais e destruição dos direitos. Mas, as dificuldades políticas das últimas semanas têm feito a burguesia contemporizar nesse ponto, cada vez mais membros de empresas financeiras e de bancos têm mostrado que pode haver mudanças na direção da economia, se for para manter o programa em sua essência. (O Estado de S.Paulo, 12/10/2020)

Nesses últimos dias o ponto de discórdia tem sido o Programa Renda Brasil ou Renda Cidadã, que viria a ser o substituto do Bolsa Família. O governo tem tentado criar um programa que lhe mantenha a popularidade que ganhou com o auxílio emergencial dos meses da pandemia. A burguesia não quer que esse programa altere o contingenciamento de gastos. Para a burguesia, se o preço for a fome generalizada e a morte de parte da população, que se pague o preço. Os bilhões que vão para os bolsos dos grandes capitalistas e rentistas são sagrados.

A burguesia quer a continuidade da política entreguista e privatista. Aceitaria outro, caso os partidos burgueses tivessem alguma chance eleitoral. Mas, até o momento, não vê ninguém com chance de achar um FHC pra substituir Bolsonaro nas eleições de 2022, apesar dos vários ensaios que tem tentado fazer, o presidente golpista parece estar na frente em popularidade. Uma possível continuidade de Bolsonaro, pelas urnas, evitaria gastos maiores com golpes e malabarismos jurídicos envolvendo novamente o Ministério Público, o Judiciário e a imprensa burguesa.

O estardalhaço feito na imprensa internacional contra o governo Bolsonaro por conta das queimadas e da grilagem na Amazônia é, em grande parte, teatro. Grandes empresas de mineração do Canadá, Noruega, África do Sul e EUA estão por trás de empreendimentos nas áreas indígenas e nas terras ocupadas na região amazônica. Os garimpeiros independentes fazem um estrago enorme, mas as grandes empresas são muito mais destrutivas e são as que ganham mais. O mesmo se vê com os milhões de toneladas de madeira extraídos ilegalmente da região, que não ficam no país e são exportados e acabam parando na Europa e EUA. O latifúndio e a mineração fazem parte de uma cadeia de interesses de grandes grupos internacionais que sustentam o governo Bolsonaro e fazem jogo duplo.

Para os trabalhadores não há escapatória, a perspectiva com a continuidade da política econômica atual é o desemprego crescente, perdas e mais perdas na renda, miséria crescente e fome. A crise econômica não vai acabar tão cedo para os trabalhadores, mesmo que dê algum fôlego para os capitalistas, este fôlego será às custas de salários mais baixos e menos direitos. Os consumidores procurados pelo grande capital são os estrangeiros, que consomem minérios e proteína exportada pelo agronegócio.

Para a classe operária não há caminho alternativo. É necessário derrubar Bolsonaro e todos os golpistas.

fonte: https://www.causaoperaria.org.br/mesmo-com-dificuldades-do-governo-capitalistas-mantem-bolsonaro/

 

O Instituto Sapiens Brasil está em processo de criação,
este portal é experimental com finalidade de teste entre os membros e membras
do grupo de voluntários que está criando o projeto e tem caráter privado restrito ao grupo de testagem
CopyLeft Sapiens Brasil